3 cuidados para que seu negócio sobreviva a crise

São raros os empresários que estavam preparados para enfrentar um desafio tão grande quanto o que a CORONACRISE causada pelo covid-19 trouxe. Carregamos um longo período de retração econômica quando em 2019 a economia começou a dar sinais de reação, o PIB deu uma leve melhora, sim, olhando pelo lado otimista saímos de um PIB negativo para um crescimento de 1,1% no último trimestre de 2019 e já víamos um caminho próspero no horizonte.



Em 2020 o ano começou com grande expectativa caso tudo corresse dentro da normalidade, era esperado um ano muito próspero, no entanto, tinha um “coronavírus no meio do caminho, no meio do caminho tinha um coronavírus”!


De fato não estávamos preparados para esta situação, até porque não nos preparamos nem para os momentos bons, quem dirá para os difíceis. Fato é que temos um enorme desafio e a única solução é encará-lo de frente.


Esta situação é ainda mais delicada para os empresários de pequenos e médios negócios, na maioria dos casos estes empresários estão focados na operação e a gestão fica sempre em terceiro ou quarto plano. Sendo realizado somente as tarefas de rotina do dia a dia.


Segundo o provérbio japonês “sofre menos em tempos de escassez quem se preparou nos momentos de fartura, tira o melhor proveito em tempos de fartura quem se preparou nos momentos de escassez”.


Logo, não importa o que foi feito ou deixado de fazer, se existe alguma coisa a ser feita em prol do negócio o momento é agora, esta é a hora de repensar o modo de administrar as micro, pequenas e médias empresas. Só a gestão é capaz de diminuir a fragilidade desses negócios tão essenciais para a geração de riquezas no país.


E quais cuidados devem ser tomados nesta crise?


Primeiro é preciso estar a par da situação, é necessário identificar onde estão os problemas e qual o seu tamanho. Um diagnóstico financeiro pode trazer a realidade nua e crua desta situação. O processo é simples!


Mapear todos os custos, inclua os custos fixos, variáveis, taxas bancárias, aluguéis, folha de pagamento, empréstimos enfim, tudo que a empresa tem a pagar nos próximos 12 meses.


A mesma coisa deve ser feita com as receitas, assim temos um plano orçamentário de 12 meses, sabendo qual a necessidade de capital ao longo deste período.


Segundo, é necessário entrar num processo de renegociação com clientes e fornecedores, desta forma trazemos a situação para o cenário realista, ou seja, ao negociar tudo que for possível com fornecedores e clientes o plano orçamentário se torna real, mostrando com riqueza de detalhes o quanto de dinheiro é necessário para cobrir o capital de giro mês a mês.


Terceiro, uma vez que se tem a mão o quanto de capital de giro é necessário para manter a operação funcionando, é possível recorrer as diversas linhas de crédito emergencial que o ministério da economia e receita federal anunciaram nos últimos dias (consultar o site: https://www.gov.br/economia/pt-br).


Embora o governo federal tenha lançado muitos milhões de reais na economia nem todas as empresas terão acesso a esse dinheiro, uma vez que existem uma série de requisitos e burocracias para que o dinheiro seja liberado.


Diante deste fato o remédio é criar a própria solução, já que não existe receita pronta e a tarefa mais difícil já foi feita que é a elaboração do plano orçamentário, o passo seguinte é estudar este plano, a estrutura da empresa e imaginar outras formas de ganhar dinheiro com esta mesma infraestrutura.


Liste todas as fontes de receitas, pesquise junto aos clientes e fornecedores a aceitação destes novos produtos e serviços, com muita cautela, serenidade, disciplina e foco, é hora de se reinventar. Comece pelo modo de pensar, de agir, nas atitudes, nas limitações, comece por você!


Uma vez que este exercício foi feito ele será replicado automaticamente no negócio, afinal o negócio é a extensão do empresário, o empresário é a alma e o negócio o corpo físico.


Não existe receita pronta, a nós empresários cabe apenas planejar e experimentar. Concentrar energia nas boas práticas, corrigir as falhas e seguir em frente, um dia de cada vez.


Gilson Soares | CEO Founder da INNOVALI®, Palestrante, Especialista em Gestão de Negócios e BPO Financeiro. Graduado em Administração de Empresas, MBA em Gestão de Projetos.

Certificações
Endereço: Rua República do Iraque, 40
sala 504, Jardim Oswaldo Cruz
São José dos Campos - SP
(12) 3206-9536
contato@resultcdh.com
Acompanhe a Result nas redes sociais
  • Facebook Result
  • LinkedIn Result
  • Instagram Result
CNPJ: 21.242.927/0001-08
Result Consultoria e DH
© Todos os direitos reservados à Result